OLODUNMARE


OLODUNMARE É INFINITO

Olodunmare é infinito, ou seja, tem todas as perfeições em sumo e ilimitado grau.

A natureza é um conjunto indivisível no qual tudo está contido - a totalidade do Universo está presente em todas as partes e em todos os tempos que possam ser considerados.

Sem dúvida alguma, existe uma interação completa e misteriosa entre todos os elementos do Universo e essa interação une o Universo numa única totalidade.

Tudo o que ocorre em nosso pequeno mundo está em relação com a imensidão cósmica, como se cada parte de qualquer mundo considerado contivesse em si a totalidade do Universo.

Conclui-se que o todo e a parte são uma única e mesma coisa. - tudo reflete todo o resto.

Cada região do espaço, por menor que seja, contém a configuração completa do conjunto.

O que quer que aconteça na Terra é ditado por todas as hierarquias das estruturas do Universo.



Olodunmare é Imutável a imutabilidade de Olodunmare consiste em que ele não está sujeito a mudança nem no seu ser, nem nos seus desígnios.

Olodunmare é chamado de "OYIGIYIGI, OTA AIKU" - O máximo, Pedra Imutável que jamais morre.



Olodunmare é Eterno Consiste a eternidade em que ele próprio não teve princípio nem pode ter fim.

Ora, Olodunmare é eterno porque é o ser necessário que em si tem a razão de existir e não pode deixar de existir.

Consequentemente, para Olodunmare não há passado nem futuro - todas as coisas estão para ele em um eterno presente.



No entanto, nós o vemos como o OLOJO ONI, o Senhor do Tempo, o gerador de todos os ciclos, e por isso falamos: "Oni, omo OLOFIN; ola, omo OLOFIN; otunla, omo OLOFIN; ireni, omo OLOFIN; orunni, omo OLOFIN" - "hoje é a descendência de OLOFIN; amanhã é a descendência de OLOFIN; depois de amanhã é a descendência de OLOFIN; o quarto dia é...; o quinto dia...".



Um DEUS que não teve começo e que não conhecerá fim não está necessariamente fora do tempo - Ele é o próprio tempo, simultaneamente quantificável e infinito, um tempo em que um único segundo contém a eternidade inteira, sem que o conceito de tempo aí expresso implique na idéia de sucessão de acontecimentos.



Olodunmare é Imortal Mais que Imortal, ele é a Imortalidade e a esse atributo associa-se o atributo da invisibilidade.



Olodunmare não pode ser visto e assim é chamado de "OBA AIRI" - O Rei Invisível".

Olodunmare é Imenso. Presença de OLODUNMARE a imensidade dele consiste em que ele está em todos os lugares e em todas as coisas.



Olodunmare é imenso, porque, como causa universal de todas as criaturas, tem que atuar nelas, para as criar, as conservar e governar, visto que nenhum ser pode agir onde não existe.



Não nos esqueçamos, no entanto, que Olodunmare não está limitado nem contido em nenhum lugar, mesmo quando está em todos os lugares. Através desse atributo Olodunmare revela-se como vivente eterno, onipresente e imenso. "OLORUN NIKAN L'O GBON" - "somente OLORUN está ciente".



Olodunmare é onisciente, onipresente e onividente. Ele conhece todas as coisas e nenhum segredo lhe é ocultado.



Assim também está no coração dos homens e os conhece.

Muitas vezes o nome OLOKO, pelo qual Olodunmare também é conhecido, é traduzido por pesquisadores, literal e restritamente, como "Senhor da Fazenda" ou "Fazendeiro".



Uma reflexão mais profunda leva-nos a entender que OLOKO refere-se a condição de Olodunmare enquanto "Senhor do Universo" que criou, universo de infinita extensão, inimaginável ao pensamento humano.

Assim, o título OLOKO nada mais é do que símbolo a refletir a extensão e a grandiosidade presentes na obra da Criação.

Olodunmare é o Criador Sua condição de Pré-Existente a tudo e a todos os seres criados é muito bem expressa no seguinte texto de um Itan do Odu;



OYEKU-OGBE:



Eo mo Iya

K'enyin o ma tun sure puro mo

Eo mo Baba

K'enyin o ma tun sure s'eke mo

Eo mo Iya, eo mo Baba Olodunmare

Eyi l'o d'IFA fun Tela-Iroko

T'o so wipe on nre 'ki Olodunmare



TRADUÇÃO



Você não conhece a Mãe

Pare com sua impetuosa mentira

Você não conhece o Pai

Pare com sua impetuosa mentira

Você não conhece a Mãe, você não conhece o Pai de Olodunmare

Este foi o veredicto do oráculo de IFA para Tela-Iroko

Aquele que propôs a origem do nome de Olodunmare



Ele é a origem de todo o Universo, o princípio de todos os princípios.

Ele é o Eleda, o Supremo Criador, e, ao mesmo tempo, é ele que mantém o Universo em movimento.

Ele é o padrão e o movimento, origem de todos os ciclos e sua regulação. Ele é OBA A-SE-KAN-MA-KU, o Rei que trabalha para a perfeição, Autor de todas as coisas e de todos os eventos.

Por fim, Ele é o ELEMI, o Senhor do Espírito, o Senhor da Vida.

OLORUN, nome provavelmente resultante da contração OLOFIN + ORUN traduz-se literalmente por "o Rei ou Governante do Orun".

É de entendimento que temos aí significativamente exposta uma particular manifestação de Olodunmare, enquanto "o Criador e Senhor da Suprema Realidade".

Ora, a efetiva realidade da Criação é o "mundo sobrenatural", ou Orun, mundo em que a Criação se processa, em que tudo é criado, em que a realidade concreta do Aiye préexiste no pensamento do Deus Criador.

Olodunmare é Sagrado todos os seus atributos levam necessária e obrigatoriamente à condição de reconhecer a sua natureza de Sagrado.



É indissociável de sua condição de Criador Supremo a sua sacralidade. Acima de tudo e de todos, merece de toda a sua Criação louvor permanente e adoração.

Ele define, por si mesmo, conceitos como pureza, retidão e transcendência.



Porisso ele é conhecido como "OBA MIMO" - o Rei puro".

Olodunmare revela-se como ser infinitamente santo, necessário e oniperfeito, absolutamente singular e único.

Ele transcende todas as coisas.

Olodunmare se mostra santo quando manifesta sua glória em obras prodigiosas.

Costumam dizer que os seus trabalhos são poderosos e maravilhosos usando a expressão "ISE OLORUN TOBI" - "os trabalhos de Olorun são poderosos".



Oolodunmare é o Supremo Juiz , é chamado de "OBA ADAKE DA JO" - O Rei que mora acima e que executa os julgamentos em silêncio", significando que ele controla o destino dos homens e a ordem da Criação, onde cada um recebe o que é por ele determinado.



Olodunmare revela-se como onisciente, onipresente e onipotente também em sua justiça e em seu juízo.

Assim, assiste e acompanha a sua obra, mantém-se ativo e presente em todos os seus tempos.

 

’OLODUNMARE E A APRESENTAÇÃO DAS PRINCIPAIS DIVINDADES’’

O ar é a substância que respiramos.

E essa respiração da vida foi dado à terra por ‘’OLODUNMARE’’ –Deus Maior- Em cosmologia de Ifá, o caminho para Olodunmare é por intermédio de OBATALÁ- Rei digno de Pureza- ou seja, OOSA-NLA-(divindade maior)

Quando empregamos o nome de OOSA-NLA , estamos querendo representar as forças combinadas de OBATALA E ODUDUWA.

OBATALA- sendo a força vital (ASE),do qual todas as coisas são geradas.

ODUDUWA-por sua vez dá forma ao “ASE”, pela sutentação da matéria.

Isto é para ambos- um jogo de boa conduta (ÉTICA) e moralidade (política).

È incontestável que OBATALA/OOSA-NLA foi chefe espiritual dos ‘IRUNMOLE’, e responsável pela modelagem dos seres.

Ao passo que EDUNBÉLÉJÉ foi um de seus assistentes e também foi responsável pela modelagem dos seres humanos como; ÀFÍN-nome que se refere às pessoas albinas ÀRÓ-nome que se refere às pessoas aleijadas.

ÀBUKÉ-nome que se refere às pessoas corcundas.

ÀFOJU-nome que se refere às pessoas cegas. Se qualquer dessas anormalidades foram encontradas numa criança o antídoto seria invocação e sacrifício dirigido a OBATALA/OOSA-NLA, rogando que a imperfeição seja corrigida; a não ser que esta criança está destinada para a esta condição no decorrer de sua vida terrena.

Segundo Sr. Babalawo-Fasuji-Chefe tradicional de Ile-Ife citando o capitulo sagrado de EJI-OGBE; onde a origem da raça branca foi mencionada; A criação da raça branca (dos brancos) foram classificados em três grupos;

1-Aqueles moldados por OBATALA/OOSA-NLA

2-Aqueles moldados por OLUOROGBO

3-Aqueles moldados por OLOKUN Assim sendo moldados por três fontes diferentes, também tem diferença na tonalidade da pele e inteligência.

Algo bem claro e distinto é que OBATALA/OOSA-NLA moldou o grupo europeu.

Até hoje temos ainda em ILE –IFÉ (cidade sagrada) O igbo-oyinbó (floresta sagrada do branco), existente bem antes da chegada da colonização na África.

No processo de modelagem dos seres Brancos, OBATALA/OOSA-NLA,consultou o Oráculo com os seguintes grupos de adivinhadores;

1-ALÁÀNÚ

2-OLÓORE

3-SÙNGBÈMI

4-MÁGBÉMITI

5-SAARAGAÁ

6-EJUFIN Fizeram todo os sacrifícios necessários para invocar a mística criação da raça branca.

Quando os membros da raça branca estariam preparando sua emigração foram até a OBATALA/OOSSA-NLA para informa-lo de sua partida.

Ele após os abençoar lhe ensinara as seguintes frases com cumprimento e resposta entre os adpetos e a divindade Cumprimento inicial-----------------------HELLO ! Resposta..............................................HELLO ! Cumprimento estabelecido------------- ÈWÓ NAA NI O ! Resposta...............................................ÈWÒ DANINDANIN TRADUÇÃO LITERAL- --------------------ALO ! ALO ! É um taboo se não cumprimentar desta forma É um taboo da divindade da criação Sendo assim quando se refere ao ODU EJI-OGBE se faz a seguinte saudação para as sete principais divindades;

ALÀÁNÚ (o misericordioso)

3x OLÓORE(o beneficiente)

3x SÚNGBÈMI (protetor do meu estado inconsciente)

3x MÁGBEMITI-(não me deixe sozinho)

3x AFÌLÀRÀ- (o justiceiro )

3x LÓSÒÓTÒRÒ-(penetrador das palavras curativas)

EROKO-(iniciado da água que nasceu LOROGBÉ que foi mãe do mundo ocidental)

QUALIFICANDO ESTAS DIVINDADE ALÀÁNÚ:- é o nome que chamamos IFÁ (sistema adivinhatório-invocações)

OLÓORE:-é o nome que chamamos os ODU (codificação sagrada-invocações)

SÙNGBÈMI:-é o nome que chamamos ESU ODARA(divindade das sanções-invoc.)

MÁGBÈMITÍ:-é o nome que chamamos nosso ORI (destino-invocações)